ACADEMIA MARANHENSE DE CIÊNCIAS, LETRAS E ARTES MILITARES -AMCLAM

PATRONO

DOMINGOS VIEIRA FILHO.jpg
c4bfee986a91dad82c10e9ad44dd95d7.png
Cadeira nº 06

Nascimento: São Luís, 1923

Morte: São Luís, 1981

Foi professor, advogado, escritor, jornalista, pesquisador, folclorista e um dos fundadores da Faculdade de Filosofia, tendo sido professor titular no Departamento de Direito da Universidade Federal do Maranhão.

Foi membro da Comissão Maranhense de Folclore, do Conselho Estadual de Cultura, do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão e da Academia Maranhense de Letras.

Formou-se pela Escola de Direito de São Luís, lecionou no Liceu Maranhense, na Escola Técnica de Comércio Centro Caixeiral e na Academia do Comércio.

Um dos maiores estudiosos da cultura maranhense no século XX e grande estudioso do universo linguístico-cultural.

Publicou diversos livros, entre os quais destacam-se: “A Linguagem Popular no Maranhão”, “Superstições ligadas ao Parto e à Vida Infantil”, “A Festa do Divino Espírito Santo”, “Folclore Sempre”, “Populário Maranhense” e “Breve História das Ruas e Praças”.

É, também, autor de “Os Negros Deformados”, “O Negro na Poesia Brasileira”, “A Síntese Histórica da Polícia Militar do Maranhão” e “Estudos Geográficos do Maranhão”.

Sua biografia é Populário Maranhense.

Obra inacabada: A cultura maranhense (coletânea de artigos sobre escritores, artistas, políticos, estadistas, poetas, etc).

O Centro de Cultura Popular recebeu o seu nome e está localizado na Rua do Giz, 221 - Praia Grande, São Luís – MA, CEP 65010-680.

O “Dicionário da Obra de Domingos Vieira Filho” foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) e tem como objetivo mostrar material de referência sobre a obra do escritor. Linguagem, literatura, história, geografia, folclore, costumes, crenças, superstições, folguedos, alimentação, brinquedos maranhenses são temas sobre os quais ele se debruçou em vida, deixando um trabalho paciente, minucioso e sério de pesquisa.

A importância das obras de Vieira Filho foi reconhecida por grandes nomes da cultura popular brasileira, como Antenor Nascentes, Luís da Câmara Cascudo, Mário Souto Maior e Veríssimo de Melo.

“Chegou o momento desse reconhecimento em São Luís, com a publicação das pesquisas iniciadas há tempos e somente agora publicadas e lançadas”. A pesquisa começou em 2009 e o marco temporal relativo ao material é de 1940 a 1980.

O autor ainda deixou obras prontas que resultaram em uma publicação póstuma: “O populário maranhense”.

O dicionário tem 368 páginas e reúne 118 verbetes, com sínteses do conteúdo publicado pelo escritor e os respectivos direcionamentos para que o interessado na vasta obra do maranhense possa encontrar o material de maneira mais fácil. “Muita gente que gostaria de pesquisar Domingos Vieira Filho sente dificuldades para tal, já que ele publicou muita coisa em diferentes suportes, como jornais, livros e revistas.

Segundo Natalino Salgado, da Academia Maranhense de Letras, da cadeira nº 16,  O “Dicionário da Obra de Domingos Vieira Filho” é uma obra singular, pois é fruto de uma apurada compilação do trabalho de um dos homens que mais contribuíram para a cultura popular de nosso Estado. Vale ressaltar que, por coincidência, Domingos Vieira Filho foi um dos meus antecessores na cadeira de número 16, que ocupo na Academia Maranhense de Letras. Tive a oportunidade, em meu discurso de posse, de compará-lo ao personagem mítico Jasão, que liderou os argonautas em busca do Velocino de Ouro. Justifico a comparação pelo fato de que Domingos Vieira Filho empreendeu a busca por palavras e ditados maranhenses, ávido por revelá-los e cristalizá-los na memória de sua gente.

Além disso, não foram feitas reedições de seus livros, o que dificulta ainda mais a pesquisa. Neste dicionário, reunimos todas as obras e cada título deu origem a um verbete”, explicou Conceição de Maria de Araújo Ramos, acrescentando que o material pesquisado e que deu origem ao dicionário também ficará disponível na biblioteca da UFMA.

 

Referências:

 

JACINTO, Joel. “Dicionário da obra de domingos vieira filho” será lançado hoje, na academia maranhense de letras. Disponível em: <http://joeljasinto.blogspot.com/2015/09/dicionario-da-obra-de-domingos-vieira.html>. Acesso em 05 mai 2018.

SALGADO, Natalino. Luzes para Domingos Vieira Filho. Disponível em: < http://www.academiamaranhense.org.br/blog/luzes-para-domingos-vieira-filho/>. Acesso em 05 mai 2018.