top of page
Buscar
  • Foto do escritorCarlos Furtado

HOMENAGEM AO ACADÊMICO FUAD ALEXANDRE AMATE |Carlos Augusto Furtado Moreira


SILÊNCIO


Silêncio, por favor, eu lhes peço.


Silêncio, em nossa última homenagem a um mortal imortal.

Silêncio, em respeito ao seu adeus terreno.


Silêncio para aquele que, depois de sua família, do seu sacerdócio como magistrado, venerou como ninguém até hoje o fez, a AMCLAM.


Silêncio para aquele que, depois de relutar ao convite para integrá-la, reconheceu que foi a instituição que engrandeceu a corporação do Brigadeiro Falcão, a PMMA.


Silêncio para aquele estudioso do maior livro, a Bíblia Sagrada, que interpretou desde os seus tempos de juventude na língua que considerava mater: o latim.


Silêncio para um ser humano que, ao longo de sua vida, cultuou bons propósitos e ajudou a quem a ele recorreu.


Silêncio para aquele que venerava a virgem puríssima, imaculada, Santa Maria, representando todas as mães.


Silêncio para aquele que, na altura dos seus 87 anos, rejuvenesceu para usufruir a presença de amigos e confrades que lhe proporcionaram novo sentido de vida.


Silêncio para aquele que considerava seus pares acadêmicos como pessoas abençoadas, especiais, que receberam seus dons divinos para brilharem em um silogeu cultural.


Silêncio para aquele que, no ápice da experiência, de notáveis conhecimentos, humildemente, sempre dizia que era um aprendiz.


Silêncio para aquele que, ao longo de seu mister funcional, exercitou a justiça como forma de amor ao próximo.


Silêncio para aquele que não queria morrer fisicamente, mas, até para isso, se preparou em seus últimos anos.


Silêncio para aquele que se despediu da Academia Maranhense de Ciências Letras e Artes Militares - AMCLAM, para integrar a ACADEMIA CELESTIAL e formar, com Pedro Ivo de Carvalho Viana, uma dupla que perdurará em nossos corações, mas fará muita falta entre nós, mortais imortais.


Silêncio para FUAD ALEXANDRE AMATE, porque, neste último dia de 2020, ele nos diz: até qualquer dia desses.


São Luís, MA, 31 de dezembro de 2020.




Comments


bottom of page