Buscar
  • José Olímpio

OS SARGENTOS | José Olímpio

OS S A R G E N T O S


MUITOS SÃO OS CHAMADOS, MAS POUCOS SÃO OS ESCOLHIDOS


MAS NÃO FOI PARA ASSUMIR UM EMPREGO.

OS SENHORES NÃO TEM EMPREGO, MAS UMA MISSÃO OFICIAL DE CIDADANIA


SE É UMA HONRA SER MILITAR,

DEVE SER UMA HONRA MAIOR SER UM POLICIAL COMPETENTE

E HONRADO,

RECONHECIDO POR TODOS COLEGAS E PELO PÚBLICO


VOCÊ DEVE SER VISTO COMO POLICIAL UM POLICIAL SÉRIO, RESPONSÁVEL E COMPETENTE.


RECONHECIDO PELOS VALORES ÉTICOS SOBRE OS QUAIS PAUTA A SUA CARREIRA COMO POLICIAL:


⁃ É EXTREMAMENTE PAUTADO NOS PRINCÍPIOS ÉTICOS DA:

⁃ OBEDIÊNCIA.

⁃ DO RESPEITO A HIERARQUIA,

⁃ DA HONRA E

⁃ DA DISCIPLINA


QUAL A DIFERENÇA ENTRE UM POLICIAL E UM SERVIDOR CIVIL:


⁃ O SERVIDOR CIVIL DEMONSTRA SER MENOS COMPROMETIDO

⁃ O MILITAR SEGUE À RISCA ESSES PRINCÍPIOS ÉTICOS


SO VALE A PENA SER MILITAR SE FOR PARA SER MELHOR DO QUE QUALQUER OUTRO PROFISSIONAL.


É CONSCIENTE


É UM MILITAR DETERMINADO: A SER SÉRIO, COMPETENTE E BEM SUCEDIDO


NÃO ENTREI NA POLÍCIA PARA MORRER ANTES DA HORA...

EU QUERO SER MILITAR,

MAS QUERO SER UM POLICIAL MILITAR MELHOR, O MELHOR POLICIAL QUE A POLÍCIA TEM


MAS TEM UMA CONDIÇÃO:

VOCÊ DECIDE SER DEDICADO AOS ESTUDOS DURANTE O CURSO E DURANTE A CARREIRA;


DESENVOLVER AS TÉCNICAS E O EMPREGO DAS TECNOLOGIAS


A HABILIDADE DESEJADA DEPENDE DA DEDICAÇÃO AOS ESTUDOS E DO APERFEIÇOAMENTO DAS TÉCNICAS.

EX :

TÉCNICA DE DEFESA, ABORDAGEM, ETC

POR QUE?

E A SUA SOBREVIVÊNCIA E A SEGURANÇA DAS PESSOAS QUE VOCÊ PROTEGE QUE ESTÁ EM JOGO


PORQUE VC NÃO ENTROU NA POLÍCIA PARA MORRER ANTES DA HORA.


O POLICIAL NÃO PODE ERRAR


ERRA MENOS EM MISSÃO OU NÃO ERRAR NUNCA É UMA MÁXIMA NA SUA VIDA


É UM OBJETIVO DE TODO POLICIAL CONSCIENTE :


SEGUIR A RISCA OS PRINCÍPIOS ÉTICOS DO POLICIAL MILITAR.


EX. NÃO DESPERDIÇAR UMA BALA SEQUER


A MAIOR DEMONSTRAÇÃO DE AMOR À PÁTRIA É DEDICANDO SUA VIDA AO BEM COMUM MAIS VALIOSO, QUAL É?


A VIDA


ATRAVÉS DA SEGURANÇA PÚBLICA, A PROTEÇÃO DA VIDA DOS MORADORES DA SUA CIDADE, DO SEU BAIRRO.


O POLICIAL MILITAR RESPONDE EM NOME DO GOVERNO DO ESTADO PELA QUESTÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA



PARA TER UMA CARREIRA DE SUCESSO


Ser bom profissional,


ter conhecimentos técnicos, dons, talentos,


habilidades e capacidades bem desenvolvidas,


O QUE É PRECISO:


cabe a qualquer pessoa que deseja ter uma carreira de sucesso


Ter bom relacionamento com os colegas,

Ter facilidade no trabalho em equipe,

Ter boa comunicação

Ter flexibilidade entre outras características, são aspectos altamente valorizados nas organizações.


Porém, uma conduta ética no trabalho, seguindo padrões e


valores:

⁃ tanto da sociedade, quanto da própria organização são


essenciais para o alcance da excelência profissional.


Não basta apenas estar em constante aperfeiçoamento para conquistar credibilidade profissional, é preciso assumir uma postura ética.


Através dela ganhamos confiança e respeito de superiores, colegas de trabalho e demais colaboradores.


COMPONENTES DA ÉTICA PROFISSIONAL

SABER FAZER - É UMA EXIGÊNCIA ETICA

COMPETÊNCIA = FAZER BEM O QUE EXECUTA

- EXERCER COM EFICIÊNCIA E QUALIDADE AS TAREFAS

DOMÍNIO DO CONHECIMENTO ATUALIZADO

FAZER DA PERFEIÇÃO UM HÁBITO

PERFEIÇÃO = PRONTIDÃO E EXATIDÃO

EMPENHO CONSTANTE

- DEDICAÇÃO EXTREMA E EXCLUSIVA

- LEALDADE E ZÊLO PARA HONRAR OS COMPROMISSOS

- HONESTIDADE = CORRESPONDER EXPECTATIVAS DA INSTITUIÇÃO POLICIAL E DA SOCIEDADE.

- PRODUTIVIDADE: SUCESSO NAS MISSÕES




CONCLUSÃO

Em verdade, a polícia como um todo, acha que a violência funciona de alguma forma, como resistência forte a uma outra violência que contra a sociedade se projeta.


Porém, as violências não se esgotam umas nas outras, e o resultado de uma é sempre multiplicado.

Acreditamos, que se a polícia for humanizada e nela infundida os princípios fundamentais que regem as profissões, as práticas abusivas que hoje vemos estampada em todos os meios de comunicação envolvendo agentes policiais, não reduziriam e com isto, seriam reduzidos também o crescente índice de criminalidade, porque a revolta, o ódio e o rancor de suas vítimas seriam amenizados passando-se a aflorar os freios morais e não mais veríamos como hoje, o marginal matador de policiais, ser recebido no presídio, por seus pares, com aplausos e honrarias .