“Casa do Brigadeiro Feliciano Antônio Falcão”

ACADEMIA MARANHENSE DE CIÊNCIAS, LETRAS

E ARTES MILITARES

DISCURSO DO PRESIDENTE, CARLOS AUGUSTO FURTADO MOREIRA, POR OCASIÃO DA INSTALAÇÃO, DIPLOMAÇÃO E POSSE DOS ACADÊMICOS DA ACADEMIA MARANHENSE DE CIÊNCIAS, LETRAS E ARTES MILITARES (AMCLAM), EM 20 DE MAIO DE 2018.

Boa noite!

Nesses últimos dias tenho experimentado o que experimentei nos últimos doze anos da nossa vida policial militar, porque quando nos associamos a um projeto, a uma missão, nos dedicamos de corpo e alma e muita das vezes, os nossos familiares sofrem, porque experimentam a ausência durante os momentos em que estamos envolvidos.

Gostaria de cumprimentar a minha esposa Fabiane dos Santos Santana Moreira e em seu nome gostaria de cumprimentar todas as esposas e o padrinho de nossos Acadêmicos, ora empossados. Cumprimentar o nosso Coronel da reserva remunerada, William Romão, Comandante Geral da Polícia Militar, vez que não existe “ex-comandante”, cumprimentar o Cel Evanildo Soares da Silva da reserva remunerada, cumprimentar o nosso presidente da Academia Ludovicense de Letras que também nos prestigia nesse momento e cumprimentar os nossos dois Tenentes Coronéis Roberto Filho da Comunicação Social e Donjie da Diretoria de Apoio Logístico, a quem peço vênias para que em seus nomes, cumprimente os nossos integrantes da Banda de Música.

E em nome dos meus queridos genitores, José de Ribamar Moreira e Isabel Furtado Moreira, eu gostaria de cumprimentar todos os familiares de nossos Acadêmicos e os nossos convidados aqui presentes. Fundamentado em normativas a mim facultadas estatutariamente, neste ato, dou posse vitalícia aos escritores, pesquisadores e artistas militares e civis, nesta data do dia 20 do mês de junho do ano de 2018, nesta cidade de São Luís, no Estado do Maranhão, atribuindo-se-lhes, as prerrogativas de imortalidade acadêmica da Ordem Feliciana, às suas cadeiras, nomes, obras e patronos.

Concretiza-se nesta data na presença de vós, lídimos representantes da sociedade maranhense, a realização de um sonho. Sonho este acalentado a mais de 33 anos quando iniciei minha atividade formativa ao frequentar o Curso de Formação de Oficiais na Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, em 29 de janeiro de 1985. Essa é uma noite especial, pois ficará marcada nos anais da história e de nossas vidas. Inauguramos de forma transcendental a nossa imortalidade científica, literária e artística. É de fundamental importância e mais que necessário agradecer a Deus, Supremo Criador do Universo, pois essa realização e essas conquista, até então, só são possíveis com a sua permissão.

Gostaria de destacar ainda a enorme gratidão de poder está aqui, colocando em prática, a idealização de grandes sonhadores, porque tenho a ACADEMIA MARANHENSE DE CIÊNCIAS, LETRAS E ARTES MILITARES “Casa do Brigadeiro Feliciano Antônio Falcão” 2 convicção de que esta Academia foi sonhada por outros militares que neste momento vislumbram um mundo repleto de conquistas a ser desbravado! O ser humano, que é a obra-prima universal, sobre o qual não devemos esquecer de resguardar todo o respeito que lhe é pertinente, devemos sempre observar que existirão pessoas com sentimentos, pessoas que transmutam o comum com as suas habilidades.

Não é à toa que quando se fala que “devemos ser humanos”, remetemos a um grandioso sentimento de dar e fazermos o melhor da gente, dar o melhor que queremos pra gente e o melhor que podemos dar! Sonhar, construir o sucesso, construir uma consolidada estrutura no que toca às ciências, letras e artes, em todos os âmbitos da vida, custa o valor exato dos investimentos na fé, esperança, disciplina, superação, empreendedorismo, ousadia e coragem para realizar o que for necessário e o que deve ser feito.

Superar a si mesmo é ir além do que muitos duvidam, numa sociedade altamente competitiva, submetida aos conflitos e crises existenciais, ao estresse emocional, à pressão psicológica, aos medos, aos fracassos, ao cansaço, às cobranças, às responsabilidades, ao estresse profissional e às incertezas do amanhã, custa muito alto. São anos de dedicação, cada um desses Acadêmicos, hoje titulados, produziram aquilo que com sua capacidade intelectiva pode ofertar a seus semelhantes.

E hoje se sentem realizados porque passam a tornar-se IMORTAIS. Aquela ansiedade que iniciamos quando das nossas reuniões e contatos, é passada, agora como um filme, onde palmilhamos as adversidades pela falta de crença de alguns, mas, pelo ineditismo, mas sobretudo por acreditarmos em nós mesmos de que seria possível. Estamos aqui hoje para festejar o término de um importante ciclo que iniciamos há algumas décadas e coroarmos nossos esforços, pois o que parecia uma eternidade, agora é uma realidade.

Estamos aqui hoje para festejar e enxergar as pessoas que sempre estiveram ao nosso lado, aqueles que nos apoiaram desde que ousamos, nossos familiares, nossos amigos, personalidades que acreditaram em um sonho e nos ajudaram a torna-lo realidade. Esperamos estar à altura dos nossos Patronos que com suas vidas gloriosas, dignificaram a sociedade maranhense e brasileira, vocês, que testemunham essa noite gloriosa, prometemos dar o melhor de nossos esforços para seguir as suas trajetórias retilíneas, sinceras e honestas. O nosso agradecimento àqueles que, mesmo de fora, mas sempre presentes, nos quiseram bem e nos apoiaram nos bons e nos difíceis momentos.

Desejo a todos nós, muita paciência! Nem tudo será tão rápido com o passar dos anos. Desejo muita sorte, porque somado ao talento, a vontade e ao amor, haveremos de cumprir tudo o que estamos nos propondo. Obrigado!